h1

Quem fala o que quer…ouve o que não quer

22/04/2009

Aconteceu na PUC-RS, nunca acredito nesta historinha, mas tudo bem…

desde de já,  parabéns à professora pela sua presença de espírito.

Uma professora universitária estava acabando de dar as últimas orientações

para os alunos acerca da prova final que ocorreria no dia seguinte.

Finalizou alertando que não haveria desculpas para a falta de nenhum aluno,

com exceção de um grave ferimento, doença ou a morte de algum parente

próximo.

Um engraçadinho que sentava no fundo da classe, perguntou com que aquele velho

ar de cinismo:

Dentre esses motivos justificados, podemos incluir o de extremo cansaço por

atividade sexual?’

A classe explodiu em gargalhadas, com a professora aguardando pacientemente

que o silêncio fosse restabelecido.

Tão logo isso ocorreu, ela olhou para o palhaço e respondeu:

‘Isto não é um motivo justificado. Como a prova será em forma de múltipla

escolha, você pode vir para a classe e escrever com a outra mão ou, se não

puder sentar-se, pode respondê-la em pé…’

recebi por e-mail de Diogo Matheus,

mande também a sua dica de postagem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: