h1

Antônimo

25/08/2009

O pessoal tava tomando ‘umas’ num bar de beira de estrada, quando um Paulistinha metido a esperto, diz pra um caipira:
– Ô Zé! Vamos brincar de antônimo?
– O que co sor falô?
– Brincar de antônimo. Quer dizer, uma coisa contrária da outra!
– Por exemplo: alto e baixo, forte e fraco
– Ah!. intindi! então, vamu brincá! O que vai valê?
– Uma cerveja. Eu começo.
Começaram a brincadeira, e o espertalhão disse:
– Gordo?
E o caipira:
– Magro!
– Homem?
– Muié!
– Preto?
– Branco!
E o espertalhão:
– Verde?
– Verde? Nada! Verde num tem antônimo não
– Claro que tem!
– Então exprica
– Maduro!
– Ai, caraio! pirdi a aposta. Vamo de novo, valendo uma caixa de cerveja! Mas desta vece ieu cumeço.
– Pode começar!
– Saúde?
– Doença!
– Molhado?
– Seco!
Aí o caipira disse:
– Agora ocê vai si lascá, seu fiu duma égua! Qué vê só!  Fumo?
– Não, não! Para! Peraí fumo não tem antônimo!
– Claro que tem, uai!
– Então diz aí, qual o antônimo de fumo?
– Vortemo!

recebi por e-mail: Diogo Bozo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: