h1

10 Coisas que todo homem tem que aprender com Chuck Norris

12/03/2010

https://i1.wp.com/papodehomem.com.br/images/MitossobreaImpotnciaMasculinaParteI_E585/ChuckNorrisC100393963.jpg1) Ele era franzino e apanhava na escola: além de ser um aluno medíocre e fraco, Carlos era a vítima dos seus colegas, especialmente graças ao fato de ser filho de uma americano com uma índia Cherokee.

Isso fez com que ele buscasse se fortalecer e se dedicar às artes marciais. Quero ver algum ex-colega falar algo hoje.

2) Na Força aérea, descobriu as artes marciais: depois que se alistou como Air Policeman (polícia aérea), Norris foi mandado para uma base na Coréia do Sul e lá teve contato com tangsudo, arte marcial tradicional do país.

Ou seja, você pode ficar preso no seu mundo ou pode descobrir coisas interessantes onde você está. E depois usá-las para amedrontar os outros.

3) Ele só tinha um objetivo, a faixa preta: desde sua experiência na Coréia, Chuck colocou na cabeça que deveria se especializar em qualquer arte marcial que lhe interessasse e ir até o fim com a prática.

É por isso que hoje ele é faixa preta de décimo grau em tangsudo, oitavo grau em Tae Kwon Do e em Jiu jitsu brasileiro. Pense bem, qual objetivo que você levou até o fim?

4) Apesar de saber lutar, ele não vê sentido em brigas: é fato corrente que em uma ocasião, Chuck Norris estava em um bar e um cliente entrou colocou a mão em seu ombro e disse “você está no meu lugar, saia já”.

Norris obedeceu e quando o cliente sentou e viu quem era disse “você poderia ter arrebentado minha cara” e o artista simplesmente replicou: “e qual seria o sentido nisso?”.

São amigos até hoje. É melhor ter uma fama que o proceda e não precisar prová-la para ninguém.

5) Ele eliminou derrotas de sua vida: em suas duas primeiras aparições em campeonatos de karatê, Norris foi derrotado. Ele não desistiu e passou a se dedicar mais ao esporte.

No começo de 1968, ele sofreu sua décima e última derrota em um torneio. Em novembro do mesmo ano, “vingou-se” do último homem que o fez beijar a lona, tornando-se campeão profissional peso-médio de karatê, título que manteve por seis anos consecutivos.

Em 1969 levou a tripla coroa de karatê por mais vitória em lutas e foi o “lutador do ano” da revista Black Belt. Em 1975 levou a taça de “instrutor do ano” e em 1977, “homem do ano”.

6) Ele fez amigos em posições importantes: além de hoje manter uma sólida amizade com George Bush e Clint Eastwood, ao se tornar professor de karatê no início de sua carreira acabou dando aulas para o mestre do cool, Steve MacQueen.

E com isso, acabou convidado para fazer pontas em filmes. Além disso, por mais que seja um republicano ferrenho, contra direito dos gays e ensino de teoria da evolução na escolas, é muito próximo de Whoopi Goldberg, conhecida por ser liberal e democrata.

Ou seja, você até pode andar com pessoas que pensam como você, mas se permita aprender com opiniões dissonantes.

7) Assim como nas lutas, ele treinou para falar: quando começou a ser mais e mais chamado para filmes, Chuck viu que não podia deixar essa ótima oportunidade passar.

E nessas horas se deparou com duas grandes dificuldades: além de atuar, ele não sabia falar direito. Isso o levou a ter aulas com Jonathan Harris, o Dr. Smith de Perdidos no Espaço, que enfiava dois dedos na boca do lutador para forçá-lo a pronunciar as palavras de maneira mais clara.

Anos depois, o veterano ator disse que Norris foi seu melhor aluno.

8 ) Ele colocou sua ideologia de vida nos personagens: Norris fez a fama como o justiceiro quieto e solitário que só usa a força em último caso.

O detalhe é que mesmo na vida real, ele age desta maneira. Mesmo os filmes da série Braddock exprimiam sua visão política e também sua crença de que os soldados morrem por uma causa nobre, uma vez que seu irmão teve esse fim na Guerra do Vietnã. Se você acredita em algo, propague.

9) Ele colocou sua ideologia à serviço dos outros: Chuck já disse que gostaria de ser lembrado no futuro mais pelos seus atos de caridade do que pela luta em si.

E ele não brinca em serviço. É porta-voz da United Way (ONG com trabalhos voltados para a juventude e comunidades carentes), porta-voz da Associação dos Veteranos de Guerra, já ganhou o Prêmio Judaico de humanitário do ano, atuou por 20 anos na Make a Wish Foundation (entidade que atende crianças com doenças terminais), e desde 1990 administra a Kickstart, uma organização que leva os princípios da filosofia das artes marciais às escolas no sentido de afastar crianças e adolescentes das drogas. Se você acredita em algo, use isso em prol de quem precisa.

10) Ele sabe rir de si mesmo: em 2005 surgiu o Chuck Norris facts, anedotas em cima do estilo machão de Chuck Norris e logo se tornou febre pela web.

Norris afirmou que gostou muito do que leu e riu de algumas frases, mas escreveu aos criadores do site, contestando algumas baseadas em sua filosofia de vida.

Por exemplo, quando o site diz que ele é “mais rápido que uma bala, mais poderoso que uma locomotiva, capaz de dar saltos que ultrapassam edifícios e isso é só o aquecimento dele antes dos exercícios”, o ator disse que não é o Superman e que um dia acreditou que poderia ser, e isso o afastou das pessoas e de Deus.

Anúncios

One comment

  1. grande homem



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: