Posts Tagged ‘criança’

h1

Cartoon [+18]

23/02/2010

 

se você tem mais de 18 anos pode clicar aí pra lê o resto…

Read the rest of this entry ?

Anúncios
h1

Velhos tempos que não voltam

05/02/2010

• Não existia Orkut;
• Garotos de 13 anos usavam roupas remendadas pela mãe;
• Mc Donalds custava R$ 4,50;
• Biscoito Fofy existia;
• Meninas de 12 anos brincavam de boneca e não ficavam grávidas;
• Meninos de 13 anos assistiam Cavaleiros do Zodiaco e Dragon Ball Z;
• Plutão ainda era um Planeta;
• Festas de 15 anos não eram eventos/shows;
• As músicas tinham coreografias;
• Tênis de luzinha era essencial;
• Kinder Ovo era 1 real;
• Pessoas REALMENTE se conheciam e não por Orkut;
• Fotos não eram tiradas para serem colocadas no orkut e sim para recordarem um momento;
• Pra saber da vida de alguem só lendo os questionarios que as meninas faziam nos cadernos;
• Crianças tinham Tamagotchi e não Celular;
• Não existiam emos (que saudade desse tempo);
• Merthiolate ardia (Pior que é verdade!);
• A gente comprava vários biscoitos da Elma Chips só pra pegar o Tazo;
• Existia Cigarrinhus de Chocolate!
• Video Game era de Fita!

acHADo no o mundo dos machos

h1

Piadex

04/02/2010

Joãozinho conversava com seu amigo Pedrinho:
– Você não sabe o que eu descobri! – disse Pedrinho empolgado – Todos os adultos têm um segredo e nós podemos nos aproveitar disso…

– Como assim? – perguntou Joãozinho.

– Cara, é só a gente chegar pra algum adulto e dizer `Eu sei de toda a verdade`. Pronto! Eles dão dinheiro pra gente, doces, qualquer coisa…

Joãozinho ficou muito empolgado com a idéia e foi pra casa. Encontrando a mãe, colocou o plano em prática:

– Mãe… Eu sei de toda a verdade!

A mãe ficou atordoada, deu cinco reais ao garoto e disse:

– Pelo amor de Deus! Não diz nada pro seu pai!

Joãozinho não via a hora do seu pai chegar do trabalho. Quando ele apareceu na porta, Joãozinho já foi dizendo:

– Eu sei de toda a verdade!

– Toma aqui dez reais, filho! Mas não conta nada pra sua mãe, tá?

Radiante com a possibilidade de ficar rico com essa tática, Joãozinho foi pra rua fazer fortuna. A primeira pessoa que ele viu foi o carteiro. E já foi logo dizendo:

– Eu sei de toda a verdade!

O carteiro deixou a bolsa cheia de cartas cair no chão, se ajoelhou e disse:

– Meu filho!! Dá um abração no papai!!

achado no panico mania

h1

A carta de Bruninha

03/02/2010

https://i1.wp.com/revistaescola.abril.com.br/img/crianca/132-namorar.jpgObservações da Bruninha (8 anos), depois de ter recebido da sua mãe a espinhosa missão de vigiar escondida sua irmã Suzana (17 anos), que teve permissão de sua severa mãe de poder namorar no sofá da sala. Ela faz seu ingênuo e detalhado relatório de tudo que viu, ouviu e sentiu.

Para Mamãe:
Mãe, a Suzana e o namorado dela apagaram a maior parte das luzes da casa e se sentaram no sofá. Ele chegou perto dela e começou a abraça-la. A Suzana deve ter começado a ficar doente, porque o rosto dela começou a ficar vermelho. O namorado dela deve ter percebido que ela começava a passar mal, porque ele colocou a mão dentro da blusa dela, acho que pra sentir seu coração, só que ele demorou muito pra encontrá-lo!!!! Aí, foi ele quem começou a ficar doente, porque os dois começaram a ficar ofegantes, com falta de ar. Acho que a mão dele estava fria, porque ele a colocou dentro da saia da Suzana, que deitou no sofá dizendo que estava muito quente.
Depois de algum tempo consegui ver o que estava deixando os dois doentes: uma grande enguia enorme tinha saltado de dentro do bolso da calça dele. Foi então que a Suzana agarrou a enguia com as duas mãos, acho que para evitar que ela fugisse.
De repente a Suzana deve ter ficado maluca, porque ela tentou comer a enguia. Colocou ela inteirinha na boca e ficou tentando engolir. Acho que enguia é uma coisa muito dura e ruim de comer, principalmente viva, porque depois de um tempão a enguia vomitou e saiu da boca da Suzana ainda inteirinha!!! O namorado da Suzana então, enfiou a enguia em um saco plástico, tentando sufocá-la, daí a Suzana tentou ajudá-lo e deitou, prendendo a enguia entre as pernas, enquanto o namorado deitava em cima dela, eles ficavam tentando esmagar a enguia entre eles. Mãe, eu confesso que fiquei assustada porque a Suzana gritava tanto e se contorcia toda… Depois de muito tempo os dois soltaram um suspiro de alívio. Acho que conseguiram matar a enguia, porque eu a vi pendurada embaixo da barriga do namorado da Suzana. A Suzana e o namorado sentaram no sofá e começaram a beijar e, quero que um raio caia na minha cabeça, se a enguia morta não ressuscitou e eles começaram a batalha novamente. Acho que o namorado dela estava cansado, pois foi a Suzana que tentou esmagar a enguia desta vez, sentando em cima dela. Imagino que a Suzana é muito fraquinha, porque depois de algum tempo o namorado pediu para ela deitar de bruços e voltou a tentar esmagar a enguia, mas dessa vez com muita força. Fiquei preocupada, porque a Suzana gritava muito, porém, a vontade de matar a enguia era tão grade que a Suzana gritava: ‘Vai, vai, não para, não para’.
Depois de uns 40 minutos enfim o alívio:  a enguia morreu!!! O namorado da Suzana disse que tava todo esfolado e jogou a pele da enguia pela janela.
Mãe, eu estava pensando, acho que as enguias são como os gatos, têm sete vidas ou mais…
Ass: Bruninha

via sócio: Diogo Bozo

h1

placas motivacionais

21/01/2010

piras placas motivacionais doce infancia

pelo menos tem forma de gente…

h1

placas motivacionais

12/01/2010

piras placas motivacionais pobre gordinha

nem pense em chamá-lo de bichano, senão…

h1

placas motivacionais

07/01/2010

piras placas motivacionais jovem marginal

não olhe diretamente para os olhos dele!